Camilo Santana e Roberto Cláudio: de parcerias administrativas a aliados políticos

A ação Juntos por Fortaleza é o lado administrativo da aliança entre prefeito e governador


Máxima na estratégia política: toda administração começa na campanha eleitoral e vice-versa. É o que está acontecendo no imbróglio envolvendo a candidata à Prefeitura de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), que usa nas redes sociais a imagem do governador Camilo Santana (PT), que tem profícua parceria com o prefeito Roberto Cláudio (PDT), que apoia o candidato José Sarto (PDT) à própria sucessão. Aliados de longas datas, os dois chefes de Executivo nada mais fizeram do que estender ao pleito a parceria entre Estado e Capital. Tanto que Camilo indicou Élcio Batista (PSB) na vice de Sarto.

Enquanto filiado ao PT, Camilo não pode, oficialmente, entrar na campanha do pedetista Sarto. Por outro lado, é permitido que Luizianne utilize em suas táticas a imagem do governador. Muito bem avaliado, Camilo é um dos maiores cabos eleitorais de 2020 em todo o Ceará – inclusive Fortaleza. Tarimbada, Luizianne sabe o risco que corre, a exemplo da declaração do governador no evento de inauguração do IJF 2, nesta terça (29), onde reforçou a “parceria política com Roberto Cláudio”. O governador não citou o candidato Sarto. Nem precisava. Para bom entendedor, meia declaração basta.

Entre a visão pragmática e bloqueio para 2º turno
Primeiro veio uma pesquisa sob encomenda, do PT, com duvidosos critérios de filtragem sobre os principais cabos eleitorais em Fortaleza. Depois, a montagem de fotos de Camilo e Luizianne, reproduzindo a clássica sugestão de que o governador apoia a candidata a prefeita. Para uns, pode ser somente a visão pragmática de jogo jogado. Para outros, pode ser o início de um processo que pode resultar em bloqueio de diálogos políticos futuros, visando a um eventual segundo turno contra um adversário comum.

IJF 2 é a prova de que parcerias dão resultado
Na solenidade de entrega do IJF 2 – um dos mais modernos equipamentos do tipo de todo o Brasil -, o prefeito Roberto Cláudio não escondeu a satisfação com o resultado da parceria com o Governo do Estado. Enfatizou que sem a união dos dois entes, a importante realização de sua gestão – um de seus legados -, não teria sido possível.

Sem desfecho e com risco de degringolar
Não esperemos um desfecho pacífico do impasse entre o PT de Luizianne Lins e o governador Camilo Santana. Se não foi resolvido em inúmeras tentativas durante intermináveis reuniões na pré-campanha, não será no calor da disputa pelo voto que chegarão a bom termo. Pelo contrário, a situação pode degringolar, com efeitos imprevisíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *